29/09/2021 às 11h54min - Atualizada em 29/09/2021 às 19h40min

Alunas da Faculdade Baiana de Direito e Gestão são aprovadas para mestrado em várias universidades do exterior

SALA DA NOTÍCIA JAIR MENDONÇA JR.
Divulgação
 

Amanda Machado Lemos, Manuela Marinho Cardoso e Fabiana Alves Castro são nomes contemplados por diversas universidades internacionais. Ao total, são mais de dez universidades que aprovam as estudantes da Faculdade Baiana de Direito e Gestão.

Natural de Jacobina e aos 23 anos, Amanda foi aceita em todas as quatro universidades que fez aplicação: Leiden University, University of Groningen, Tilburg University – na Holanda – e Graduate Institute of International and Development Studies – na Suíça. Esta última é a escolha da estudante para cursar o mestrado de Master International Law.

Amanda conta que o processo de aplicação foi longo. “Acredito que preparação e organização foram os mais importantes em um processo longo como esse, porque você tem que ficar atento aos prazos e tarefas que precisa concluir. Além de escrever cartas e solicitar documentos, ainda é preciso traduzir todos, e tudo isso consome muito tempo”, explica a estudante.

“A Baiana me proporcionou diversas atividades que foram essenciais para eu chegar onde cheguei”, conta Amanda que foi membro da equipe do Jessup Moot Court Competition por três anos, uma competição renomada internacionalmente e que possui peso no currículo, a mesma em que Manuela fez parte.

A aprovação da mineira de 24 anos vem da certeza de seu desejo em estudar Direito Internacional Público em sua pós-graduação e, durante o processo, Manuela afirma que é essencial mostrar uma trajetória de evolução e participação no ramo de escolha da pessoa. “É como se você estivesse dizendo ‘eu estou aqui e tenho interesse em evoluir mais’”, conta.

Premiada com Partial Talent Grant Scholarship, bolsa que cobre os custos de vida durante o curso, Manuela escolhe a Universidade de Groningen (Groningen/Holanda) e comenta que a participação em equipes de competição de corte simulada internacional deu a ela a oportunidade de se aprofundar na área. “Pelo aspecto mais pragmático, as premiações semestrais que recebi da Faculdade Baiana de Direito, através do prêmio "Melhores Alunos", bem como a Láurea Acadêmica, também agregaram muito ao meu currículo, visto que as universidades no exterior valorizam muito notas e prêmios”.

Assim como Manuela, Fabiana escolheu a Universidade de Groningen, no mesmo curso e com a mesma bolsa. No total, a estudante aplicou para cinco Universidades, e foi aceita em todas: Leiden University, University of Groningen, Tilburg University, Utrecht University e o Graduate Institute of International and Development Studies.

“O processo de aprovação foi longo e trabalhoso, requerendo preparação por cerca de 6 meses antes das aplicações”, relata Fabiana. “O primeiro passo foi selecionar curso, e eu tinha a certeza de que queria estudar Direito Internacional Público. Assim, pesquisei os melhores países que ofereciam o curso de DIP em inglês, optando por aplicar na Holanda e na Suíça. O processo para a aplicação nas universidades foi similar”, completa.

A soteropolitana de 22 anos também participou do Phillip C. Jessup International Law Moot Court, por 2 anos, e ela conta que foi essencial para despertar seu interesse pelo Direito Internacional e aprofundar seus conhecimentos. “Estudar na Baiana com certeza foi um diferencial para a minha aprovação, pela qualidade de ensino e pelas demais atividades oferecidas”, afirma e não deixa de destacar e agradecer à atenção dos funcionários e professores, que a ajudaram nesse processo.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://itaqueraemnoticias.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp