28/09/2021 às 11h16min - Atualizada em 28/09/2021 às 15h10min

Prevenção da dengue: 3 medidas para controlar o problema e proteger a família!

Sabia que os ovos do mosquito podem sobreviver até 450 dias, mesmo que o local onde ele foi depositado fique seco? Conheça mais sobre a dengue e veja como se livrar do problema.

SALA DA NOTÍCIA Aline Matos
pixabay.com

A dengue é uma doença febril aguda, de início súbito e que na maior parte dos casos tem evolução benigna. A doença se manifesta como resultado de uma infecção no sangue por vírus transmitidos através da picada do mosquito da espécie Aedes aegypti.

No Brasil, os vírus da dengue são transmitidos pela fêmea do mosquito, que também é responsável pela transmissão do vírus Zika e febre Chikungunya. O macho apenas se alimenta de seiva de plantas, já a fêmea precisa da albumina (substância do sangue) para completar o processo de amadurecimento dos ovos.

O mosquito adulto vive, em média, de 30 a 35 dias. A fêmea põe ovos de 4 a 6 vezes durante sua vida, podendo colocar mais de 100 ovos de cada vez, em locais preferencialmente com água limpa e parada. Os ovos podem sobreviver até 450 dias, mesmo que o local onde ele foi depositado fique seco. Caso o local receba água novamente o ovo volta a ficar ativo, podendo se transformar em pupa, depois em larva, até atingir a fase adulta que leva de 2 a 3 dias. 

Essa alta resistência dos ovos é um dos motivos que dificulta a erradicação do mosquito. Mas a conscientização é o melhor meio de prevenção da dengue, pois ao conhecermos o ciclo de vida e os hábitos do Aedes aegypti é possível estabelecermos ações para combatê-lo. 

Conheça 3 medidas de prevenção da dengue para manter sua casa e sua família livres do mosquito: 
 

  1. Cuidados dentro de casa e/ou apartamentos 

 O Aedes aegypti é um mosquito doméstico, ele vive dentro de casa e prolifera em locais com água parada. Eliminar os focos que podem virar criadouro do mosquito é o melhor meio de combatê-lo. Desta forma, o melhor a fazer é: 

- Utilizar telas de proteção em janelas e portas dentro de casa. 

- Colocar areia até a borda dos pratos em vasos de plantas, e lavá-los uma vez por semana com água, sabão e escova. 

- Armazenar garrafas de forma correta, estas deverão sempre estar tampadas ou com a boca para baixo. 

- Lavar os bebedouros de animais com escova, esponja ou bucha e trocar a água pelo menos uma vez por semana. 

- Não deixar qualquer depósito de água aberto e se livrar de objetos que acumulem água (garrafas, pneus, latas, etc). 

- Retirar a água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa. 

- Colocar o lixo em sacos plásticos e manter as lixeiras bem tampadas    

  1. Cuidados fora de casa 

  - As calhas de água podem acumular águas da chuva, portanto deve-se mantê-las sempre limpas e livres de folhas e galhos. 

- A caixa d’água deve ser mantida limpa e bem fechada.  

- Manter os ralos limpos e com aplicação de tela.

- Não deixar água acumulada sobre a laje. 

- Se houver piscina, a água deverá ser sempre tratada. 

- Eliminar a água acumulada em plantas, como bambus, babosa, bananeiras, entre outras. 

- Entregar pneus inutilizados para a equipe de limpeza pública. 

- Verificar se existem pneus, latas, lixo acumulado ou qualquer objeto que possa acumular água em terrenos baldios da região, pois quando o foco do mosquito é detectado e não pode ser eliminado pelos próprios moradores, a Secretaria Municipal de Saúde da cidade deve ser acionada para remover os possíveis criadouros.   

  1. Como evitar ser picado pelo mosquito 

O Aedes aegypti voa cerca de meio metro do solo. Geralmente, as pernas, os tornozelos e os pés são as regiões do corpo humano mais atingidas por suas picadas (obviamente o mosquito pica outras partes, se houver oportunidade), por isso o ideal é usar calça e blusa de manga comprida em tempos de epidemia.

Com as altas temperaturas, o uso de roupas que cobrem todo o corpo tornam-se desconfortáveis por conta do calor excessivo, dessa forma a aplicação de repelente diariamente nas áreas expostas do corpo é uma ótima opção para repelir o mosquito. 

Pensando na proteção de todos da família, uma startup brasileira de alta tecnologia chamada Aya Tech, desenvolveu o primeiro biorepelente para a pele que é seguro e eficaz para bebês a partir de 24 meses e para toda a família, ou seja, pode ser usado tanto em bebês, como gestantes, adultos, crianças e idosos. 

O Fly spray repelente de insetos é eficaz contra pernilongos, mosquitos e borrachudos e garante proteção efetiva durante 9 horas contra o Aedes aegypti, insetos transmissores de dengue, malária, Chikungunya, Zika vírus, febre amarela, dentre outras doenças e demais insetos como pernilongos, mosquitos e borrachudos por até 8 horas. 

A empresa brasileira também disponibiliza no mercado o sabonete antisséptico GY, que remove a sujeira e também cria uma camada protetora na pele que age por até 06 horas após o uso, sendo eficaz contra bactérias, vírus e outros microorganismos como o Coronavírus, Adenovírus, Influenza A, H1N1, Pólio, Herpes, Citomegalovírus, Hepatite B, HIV, entre outros. 

Os produtos da Aya Tech são aprovados pela Anvisa e são desenvolvidos para garantir saúde e bem estar para todos da família. 

Com a atual situação pandêmica no Brasil e com a aproximação do verão, o autocuidado e pequenas ações como as citadas acima, farão toda a diferença para evitar não só a dengue como também outras doenças.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://itaqueraemnoticias.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp