27/09/2021 às 16h32min - Atualizada em 27/09/2021 às 17h40min

Em tempo de valorização da saúde, FACSETE lança mestrado remoto inédito

Curso de "Evidências científicas para a saúde" recebe inscrições de todo país até 16 de novembro

SALA DA NOTÍCIA Marcos Souto
Créditos: Komunic
A pandemia provocada pela Covid-19 ainda é uma realidade em países pelo mundo inteiro. Comandando esta luta de combate ao Coronavírus, um batalhão de profissionais da área da saúde e centenas de pesquisadores se empenharam para propor um bem comum à humanidade e, ao mesmo tempo, inspirando estudantes no momento de escolher uma pós-graduação stricto sensu ou uma especialização. Com o olhar direcionado às novas necessidades da educação na área da saúde e para gerar oportunidades na região, a Faculdade Sete Lagoas (Facsete) lança o seu mais novo programa de mestrado profissional – "Evidências científicas para a saúde" – com inscrições até o dia 16 de novembro.
Voltado para os profissionais que visam competências científicas, didáticas, profissionais e avaliações de inovações tecnológicas em saúde, o curso destina 80 vagas para uma jornada com média de 30 meses de aprendizado. "A escolha em investir no programa de mestrado recomendado pela Capes, possibilita ao profissional chances de gerar resultados que ofereçam respostas satisfatórias para prática e pesquisas que promovam importante impacto científico em face às realidades da sociedade brasileira e suas necessidades no âmbito da saúde", enfatiza a Diretora Geral da Faculdade Sete Lagoas, Dra. Dóris Camargo Martins de Andrade.

Parceria inédita sela compromisso de elevada qualidade
Outra novidade da instituição é que a Faculdade Sete Lagoas acaba de fechar uma parceria com a Equipe de docentes oriunda da Unifesp, da USP e do Centro Cochrane do Brasil, sob a coordenação do Dr. Álvaro Nagib Atallah, fundador do Centro Cochrane do Brasil, Nefrologista, Professor Livre Docente/Titular, Chefe da Disciplina de Medicina de Urgência da Universidade Federal de São Paulo/Escola Paulista de Medicina UNIFESP/EPM.

Durante o programa, os estudantes terão contato com professores de renome que virão para Sete Lagoas afim de integrar o conselho do mestrado. De acordo com a Dra. Dóris Camargo, a Faculdade Sete Lagoas (Facsete) reforça a atenção com a formação profissional a fim de oferecer uma educação de extrema qualidade gerada pela relação entre as duas instituições de ensino superior. "Queremos também, diante de tantas adversidades decorrentes da pandemia, manter o nosso comprometimento e foco com a responsabilidade social e ambiental, promovendo as nossas atividades presenciais seguindo todas as normas de biossegurança institucional", pontua a diretora.
 
Para o médico nefrologista e professor livre docente da UNIFESP, Dr. Álvaro Atallah, o curso, por sua vez, forma mestres pesquisadores em práticas baseadas em Evidências Científicas, ensinando estratégias de busca da literatura, pesquisas clínicas, levando à realização de revisões sistemáticas, guidelines, avaliações econômicas em saúde, para deixar de lado mitos e fazer com que sejam aplicadas técnicas realmente satisfatórias. "Somente por meio do conhecimento é possível ter mais eficácia investindo apenas o suficiente e gerando mais resultados positivos. A agricultura brasileira, por exemplo, é uma das melhores do mundo porque se apoiou em aspectos técnicos da ciência agrícola. Então, hoje usamos menos área de plantio e colhemos mais. Isso é eficiência. Desta forma, nosso objetivo é fazer com que as coisas funcionem melhor com menos custo, menor risco e com maior probabilidade de chance de acerto. Quando se fala de vacinação, você precisa entender como alguém pensa culturalmente para poder lhe vacinar", enfatiza o especialista, que ainda conclui: "A formação no Mestrado Profissional stricto sensu Evidências Científicas para Saúde fornece aos alunos ferramentas comuns, assim, servindo também para quem quiser atuar em outras áreas, por exemplo, racionalizar o uso da judicialização da medicina baseando-se em evidência científicas válidas. Pois tendo o conhecimento, é possível buscar as leis e recursos que melhor se adequem aos requisitos de cada problema e solucioná-los com propriedade.” 

Como se inscrever para o curso?
Para inscrever-se no Mestrado, o candidato deverá preencher o formulário de interesse no site da faculdade, onde também é possível obter mais informações sobre o curso e sobre o corpo docente.

Durante a pandemia, o programa iniciará de forma remota e as matérias obrigatórias serão ofertadas semestralmente em janeiro e julho de cada ano. Já as optativas, permanecerão remotas e estarão abertas para inscrições mensais na plataforma de conteúdos da instituição.

As discussões do desenvolvimento do trabalho de conclusão de curso serão instruídas pelos orientadores. O recebimento do título se dará com a dissertação do trabalho de conclusão de curso, que será estimulado desde o primeiro dia do curso.

O programa abrange diversas áreas de conhecimento, sendo procuradas por graduados em Administração Pública, Biologia, Veterinária, Jornalismo Engenharia de Alimentos, Engenharia da Saúde, Odontologia, Gestores da Biblioteconomia, Enfermagem, Medicina, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Gestão em Saúde, Direito e Nutrição.
 
SERVIÇO _____________________________________________________
Faculdade Sete Lagoas lança mestrado profissional na área da saúde
Inscrições abertas: até 16 de novembro.
Para inscrever-se, acesse: facsete.edu.br
Ou contate o comercial:
Mara – (31) 9997-83268 suportemarketing@facsete.edu.br
Vitor – (31) 99628-8505 cursos@facsete.edu.br



 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://itaqueraemnoticias.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp