22/09/2021 às 17h10min - Atualizada em 22/09/2021 às 18h20min

Programa inédito abre inscrições para desenvolver lideranças negras que atuam na gestão pública

Realizado pelo Vetor Brasil, programa irá selecionar 40 profissionais negros que gerem equipes no setor público para desenvolver competências de Liderança, Gestão de Pessoas e em Diversidade, Equidade e Inclusão

SALA DA NOTÍCIA Jéssica Amaral - DePropósito Comunicação de Causas
www.depropositocomunica.com
Divulgação

Com foco em ampliar e consolidar a participação de líderes negros em posições de poder e influência no setor público, o Vetor Brasil está lançando um programa inédito e inovador: Ubuntu – fortalecendo potências no setor público. Com inscrições abertas até o dia 08 de outubro, o programa irá selecionar 40 profissionais públicos negros, em todo o Brasil, para participar de mais de 100 horas de formação on-line, com foco em conteúdos de Liderança, Gestão de Pessoas e em Diversidade, Equidade e Inclusão, além de mentorias individuais.

O Ubuntu, cujo nome remete à filosofia africana que trata da importância das alianças e do relacionamento das pessoas, tem como foco fortalecer a questão de representatividade, equidade e coletividade dentro do setor público e entre os próprios profissionais. O público-alvo do programa são pessoas negras que estão atuando no executivo do setor público, nas suas primeiras experiências em posições de liderança e que já trabalham gerindo equipes. O início do programa está previsto para o mês de novembro de 2021 e ele tem expectativa de duração de 12 meses.

“Pessoas negras representam mais da metade da população brasileira e sofrem desproporcionalmente com várias vulnerabilidade sociais: por exemplo, 73% das pessoas que vivem abaixo da linha de pobreza no Brasil são negras. Para quebrar esse ciclo de desigualdades, precisamos fortalecer a representatividade e protagonismo de lideranças pretas e pardas no setor público, potencializando  a representação dos interesses e necessidades da população negra na formulação e execução de políticas públicas.”, afirma Marcela Tullii, coordenadora do programa Ubuntu, do Vetor Brasil. 

Idealizado pelo Vetor Brasil - organização que atrai, pré-seleciona e desenvolve pessoas para com a missão de criar uma rede de profissionais engajada e diversa para potencializar o setor público, o Ubuntu também conta com a parceria da República.org, Fundação Tide Setubal e Porticus. Esse projeto também com outras iniciativas já desenvolvidas pelas organizações parceiras como a campanha “Onde estão os negros do serviço público”, criada em 2020 e que deu luz à falta de representatividade racialna gestão pública.  

Nos últimos 20 anos, aumentou a participação de negros no setor público - mas ainda há um longo caminho pela frente

De acordo com os dados do estudo exploratório “Cor ou Raça dos Servidores Civis Ativos do Executivo Federal (1999-2020)”, realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), nos últimos 20 anos houve um aumento dos servidores públicos negros - pessoas que se autodeclaram pardas e pretas. Em 2000, os novos servidores eram 76,5% brancos e 17% negros. Já em 2019, foram registrados 57% brancos e 38% negros. 

Mesmo com um número crescente, ainda existem desigualdades no serviço público e os negros continuam sendo a minoria. O estudo do IPEA também destacou que, embora a presença tenha aumentado, ela diminui à medida que o servidor ascende na carreira. Dessa forma, mesmo com avanços na equidade em cargos de início de carreira, é urgente garantir que também ocorra um aumento na representatividade dos cargos de gestão e tomada de decisão. 

“Olhando os dados do IPEA, identificamos que há uma diminuição da representatividade negra conforme subimos na hierarquia do setor público. O programa Ubuntu busca colaborar para reverter essa tendência, desenvolvendo lideranças negras para que elas tenham trajetórias de protagonismo. Isso é importante porque garante representatividade negra nos espaços onde são tomadas decisões mais importantes e com impacto de grande escala no serviço público e na vida das pessoas.”, complementa Marcela, do Vetor Brasil.

A importância de representatividade na gestão pública

Para a formulação de políticas públicas efetivas, é necessário construir um governo representativo e com mais equidade de raça e gênero, para atender a toda população, principalmente grupos desprivilegiados. Esse conceito, denominado de “burocracia representativa”, pauta a atuação do Vetor Brasil em diversidade e em seus programas de forma geral, como demonstrado em seu Relatório de Diversidade lançado em 2019. O Programa Ubuntu surge como mais uma ferramenta para tornar essa filosofia uma realidade dentro dos governos brasileiros.

Os negros são profissionais que têm menos acesso à oportunidade de formação voltada para gestão de pessoas e mobilização de lideranças, sendo essencial apoiá-los com ferramentas para que eles possam se desenvolver e alcançar posições ainda maiores. O investimento em formar profissionais negros nestas competências traz impactos para as carreiras de cada um e também de forma sistêmica para o governo brasileiro é o que comenta Marcela, coordenadora do programa. “Competências socioemocionais são essenciais dentro do governo, especialmente em posições de gestão. Dessa forma, queremos não apenas aumentar as oportunidades de profissionais negros se desenvolverem como líderes públicos, mas também com isso apoiar uma mudança de cultura dentro do setor público, dando cada vez mais centralidade para diversidade e representatividade.”

Sobre o Vetor Brasil

O Vetor Brasil é uma organização da sociedade civil (OSC) suprapartidária e sem fins lucrativos. Atuam na atração, pré-seleção e desenvolvimento de profissionais para atuar no setor público. Com isso, buscam contribuir para a efetividade da gestão pública, a fim de sempre potencializar a ação e o impacto do governo. Mais informações em www.vetorbrasil.org.br

 

Programa Ubuntu – fortalecendo potências no setor público

Período de inscrições: Até o dia 08/10

Público-alvo: profissionais negros que estão atuando em cargos de gestão de equipes em secretarias do poderno executivo de governosde todo o Brasil

Período do programa: entre novembro de 2021 e novembro de 2022 (formação on-line)

Inscrições pelo link: vetorbrasil.org/ubuntu 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://itaqueraemnoticias.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp