10/09/2021 às 12h14min - Atualizada em 20/09/2021 às 09h22min

Como se proteger de fraudes com a retomada da economia

Por Fabiano Falvo, Head de Produto da Neo

SALA DA NOTÍCIA Laiza Carneiro
https://neobpo.com.br/

O Brasil é o quinto país com mais vazamentos de informações, além de ter mais de 25 milhões de dados violados, segundo pesquisa realizada pelo Serasa Consumidor. Com a mudança de hábitos de consumo que a nova realidade trouxe, bem como a retomada cada vez mais significativa da economia, o aumento das compras online resultou em um crescimento expressivo no número de ataques cibernéticos. 

 

As tentativas de fraudes mais aplicadas são roubo de identidade, quando a pessoa que está fazendo a compra se passa por titular do documento apresentado, as bancárias, que podem ser praticadas não apenas por telefone, mas também presencialmente, e as realizadas via internet, envolvendo cartões de crédito, seja por meio de um cartão clonado ou pela violação de senha em lojas online e roubo de dados.

 

Enquanto milhares de pessoas optam pela compra online, cibercriminosos aproveitam a oportunidade para aprimorar mecanismos de invasão e roubo de dados. E, em um mundo que cresce em ritmo cada vez mais acelerado, milhares de empresas e de consumidores são vítimas, todos os dias, de golpes na internet. Nesse cenário, cresce a oferta de soluções que ajudam lojistas, empresas e instituições na luta contra os cibercriminosos.

 

Nesse contexto, ter a certeza de que é o Cliente quem está realizando uma transação traz garantias de que a empresa não sofrerá fraudes. E para isso, o uso de dispositivos de segurança que garantem a integridade das operações é indispensável. 

 

Pensando na segurança e proteção contra fraudes, a Neo desenvolveu o iGree, plataforma completa de formalização de contratos digitais, pela qual o Cliente é capaz de “assinar” contratos por vídeo, sem sair de casa, gerando segurança para quem negocia, comodidade para quem compra e agilidade para o processo como um todo. Além do liveness detection (prova de vida), tecnologia de reconhecimento facial usada justamente para fazer a identificação de quem, possivelmente, está se passando por outra pessoa. Dessa forma, os lojistas, as empresas e os Clientes podem se proteger das fraudes.

 

Como disse anteriormente, as fraudes mais comuns que ocorrem no Brasil são as bancárias e as realizadas via internet e os recursos tecnológicos contribuem para a mudança dessa realidade, ainda mais em um período tão delicado, de retomada da economia, onde cada transação é importante para o reaquecimento econômico. E ferramentas como a iGree, que utilizam tecnologias de ponta para oferecer às empresas processos que facilitam o dia a dia de todo o ciclo de pessoas envolvidas em validações e confirmações de clientes, parceiros, colaboradores, contribuem para essa proteção.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://itaqueraemnoticias.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp