16/09/2021 às 15h14min - Atualizada em 20/09/2021 às 09h21min

Como o Pix Pode Influenciar a Economia do nosso país?

Os benefícios e malefícios que essa tecnlogia trouxe para todos nós

SALA DA NOTÍCIA Wellington dos Santos Silva
foto sem atribuição

Você deve saber que a pouco tempo atrás o Banco Central lançou o Pix. Uma modalidade inovadora de pagamentos e recebimentos e você provavelmente deve ter recebido diversas notificações no seu celular pedindo para você cadastrar nele.


Sem dúvidas, o Pix é um sistema que revolucionou os meios de pagamento no Brasil, mas existem alguns pontos que ninguém fala por aí e que devem ser levados em consideração.

 

Por esse motivo eu vou falar neste artigo sobre como o pix pode impactar a economia e influenciar no dia a dia dos bancos, empresas e principalmente nas nossas vidas.

 

O que é Pix

A essa altura do campeonato você já deve conhecer bem o que é o Pix, já faz quase um ano desde que ele foi lançado e por isso ele já faz parte do nosso cotidiano, não é mesmo?

 

Mas para ficar registrado, eu vou explicar. O Pix é um sistema de pagamento eletrônico, instantâneo e gratuito, que foi desenvolvido pelo Banco Central com o propósito de transformar as transferências e pagamentos absolutamente instantâneos e mais eficientes do que já eram no passado.

 

O pix foi lançado no dia 5 de Outubro de 2020 de forma parcial para pessoa física e o seu funcionamento integral aconteceu no dia 16 de novembro do mesmo ano.

 

Convenhamos que o pix foi uma verdadeira “benção” nas nossas vidas, porque com ele nós conseguimos fazer pagamentos e recebimentos sem nenhum custo, a qualquer momento do dia, ou da noite e com nenhuma burocracia envolvida no processo.

 

Eu já não me lembro mais do que é esperar até 3 dias para compensação dos boletos que eu pagava. Só espero que as corretoras de investimentos implantem esse sistema logo para que eu possa receber a renda dos meus Fundos Imobiliários mais rápido na conta.

 

O Pix está mudando completamente a forma dos brasileiros lidarem com dinheiro físico, cartões de débito e pagamentos via boleto bancário. 

 

Ele pode facilmente substituir essas três modalidades de pagamento e essa é uma das suas maiores vantagens. 

 

Como Funciona o Pix

 

Realmente o Pix oferece inúmeras vantagens para todos nós, Mesmo assim, as maiores vantagens dele acabam não sendo para os consumidores, e sim para os recebedores (as empresas), mesmo que ele tenha custos. 

 

Obviamente o Pix é gratuito para mim e para você, mas ele não é grátis para as empresas a menos que elas sejam MEI. 

 

Mesmo assim, ele ainda é vantajoso para elas, isso porque o custo do Pix consegue ser menor para as empresas do que o custo das modalidades de pagamentos e recebimentos mais tradicionais no mercado. Vou te explicar.

 

Quando você usa seu cartão de débito ou crédito para comprar algum produto, é cobrado um percentual da transação que é chamado de MDR (merchant discount rate). Essa taxa MDR é uma mistura de 3 tarifas que a empresa está pagando ao receber a sua venda por débito. São elas:

 
  • Taxa de Intercâmbio - Essa é a porcentagem da venda que vai para o banco.
  • Taxa da Bandeira do cartão - Essa é a taxa que vai para a bandeira do seu cartão.
  • Taxa do fabricante da maquininha - Essa é a taxa cobrada pelos fabricantes das maquininhas de cartão.
 

Como você pode ver, existe toda uma estrutura de “diminuição” entre o valor original do produto que você comprou e o valor do que realmente vai para o bolso do empresário que te vendeu o produto. 

 

Com a existência do pix, não há necessidade de nenhum intermediário financeiro entre você e o vendedor. 

 

Todo aquele processo que envolve um abatimento no lucro do produto por causa desses intermediários é eliminado e passa a ser processado diretamente pelo SPI, o sistema de pagamentos instantâneos do próprio Banco Central.

 

Isso diminui o custo dos produtos para as empresas, aumentando instantaneamente o lucro delas, o que é ótimo para os consumidores e empresas em geral, mas não tão bom assim para empresas de serviços financeiros. Veja os motivos a seguir:

 

Bancos

Esses deixariam de receber dinheiro com as taxas de intercâmbio todas as vezes que os consumidores fizerem alguma compra e optarem pelo pix ao invés de cartão e também deixariam de ganhar com as tarifas de TED e DOC, sempre que alguém optar pelo pix para transferir dinheiro.



 

Empresas de Pagamentos

Aqui eu falo das empresas de pagamentos em geral e fornecedores de maquininha de cartão, como Mercado Pago, Stone, Getnet, empresas como Picpay entre outras.

 

Elas deixam de receber as tarifas como a taxa de intermediação por cada vez que alguém opta em fazer um Pix ao invés de usarem seus serviços.

 

Bandeiras de Cartão de Crédito

Essas são outras empresas que têm seu faturamento afetado pela praticidade do Pix. Isso porque elas deixariam de receber sua taxa toda vez que alguém optasse pelo Pix ao invés de usar o cartão.

 

Essas pequenas mudanças nos nossos hábitos são capazes de afetar a economia do nosso país de forma brusca, mesmo assim, acredito que cada uma dessas empresas criaria novas maneiras para aumentar seu faturamento anual, mesmo com o Pix em vigor. Acho que veremos isso acontecer muito em breve.

 

Vamos ver agora outros casos em que o Pix pode afetar a economia do Brasil.

 

Como o Pix pode afetar a Economia - e o Nosso Dia a Dia?

Aparentemente, no funcionamento do Pix existem muito mais vantagens do que desvantagens. Esse até pode ser o caso, mas existem alguns pontos que precisamos levar em consideração em relação ao seu uso.

 

Privacidade

Existe uma parcela da população que normalmente não gosta de usar o CPF nas notas fiscais emitidas em nome delas quando compram alguns produtos. 

 

Isso porque elas não querem que o governo fique "bisbilhotando'' a vida financeira delas, acompanhando como elas recebem e gastam dinheiro.

 

Se você é daqueles que não se importa com o fato do governo saber de praticamente todas as suas movimentações financeiras, tudo bem. Isso não será um problema para você.

 

Por outro lado, se você se incomoda com o fato do governo saber cada detalhe sobre sua vida financeira, fique sabendo que com o uso do Pix isso pode se tornar comum. Inclusive, com a implantação do Open Banking.

 

Essa questão acaba se tornando um dilema, porque normalmente a gente não quer que ninguém fique “se metendo“ na nossa vida pessoal, principalmente quando se trata de dinheiro. 

 

Além do mais, a gente não sabe o que o governo poderia fazer caso ele tivesse acesso total aos nossos dados financeiros.

 

Segurança

Convenhamos que o Pix pode mudar até mesmo a nossa segurança. Você deve saber que já existem os tais “golpes do Pix” por aí a fora.

 

Infelizmente, a praticidade do Pix facilitou a ação de criminosos que já tem se aproveitado dessa nova modalidade de transferência instantânea para cometer assaltos.

 

Conclusão 

Sem dúvidas, o Pix veio para ficar e trouxe consigo vários benefícios para nós por conta da sua praticidade e facilidade de uso no dia a dia. 

 

Mesmo assim. Como nada no mundo é perfeito o Pix trouxe também algumas questões que podem afetar de forma negativa o nosso cotidiano e essas mudanças afetarão a forma como lidamos com nosso dinheiro. Espero que seja para melhor.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://itaqueraemnoticias.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp