28/07/2022 às 01h16min - Atualizada em 28/07/2022 às 20h50min

Tratamento precoce pode evitar cegueira no futuro

Dr. Daniel Kamlot alerta sobre as doenças mais comuns em idosos e da importância do acompanhamento especializado

SALA DA NOTÍCIA Via Assessoria
Freepik
Com o passar dos anos o corpo se transforma. É natural que o cuidado para manter a saúde em dia aumente, ainda mais na terceira idade, mas nesse processo muita gente esquece que os olhos também precisam de atenção. “O acompanhamento do oftalmologista para identificação de doenças é muito importante. O tratamento precoce é o que vai evitar a cegueira no futuro”, explica oftalmologista, Daniel Kamlot.
Ainda segundo o médico algumas doenças são silenciosas. Por isso, o acompanhamento de idosos por um especialista é fundamental. “As doenças que mais atingem os idosos são a catarata, glaucoma, degeneração macular relacionada a idade e retinopatia diabética”, explica o Dr. Kamlot.
No caso da catarata “a cegueira é reversível com a realização de cirurgia”. Como todo procedimento existem riscos, mas com atual tecnologia e, principalmente, com um profissional experiente eles são muito pequenos.
Já o glaucoma é uma doença silenciosa e se manifesta quando já apresenta um quadro avançado. Segundo Daniel Kamlot, para pessoas “acima dos 40 anos essa seria a maior causa de cegueira irreversível”, mas o médico destaca que com a identificação precoce e o tratamento adequado com uso de “colírios para diminuir a pressão do olho ou até mesmo cirurgia” o quadro pode ser controlado e a cegueira evitada. Acredita-se que pelo menos 2% da população sofra com a doença, mais de 1 milhão de pessoas.
“Existe ainda degeneração macular relacionada a idade, que tem associação a idade, genética e cigarro. Por fim, a retinopatia diabética que pode lesionar vasos da retina, causando sangramentos e descolamento da retina. Esse quadro geralmente se apresenta em pacientes com a diabetes descontrolada”, complementa o oftalmologista.
O Dr. Daniel Kamlot destaca que em todos os casos o diagnóstico precoce é ponto determinante para o sucesso do tratamento.  “O principal método de identificação é o exame oftalmológico de rotina, em que a gente examina o paciente e consegue através de vários exames identificar possíveis doenças e iniciar o tratamento o mais rápido possível”, finaliza o médico ao alertar mais uma vez a importância de realizar o acompanhamento oftalmológico para evitar problemas no futuro.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://itaqueraemnoticias.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp