20/07/2022 às 18h42min - Atualizada em 21/07/2022 às 20h23min

Recalculando a rota nos caminhos da comunicação hipocondríaca

SALA DA NOTÍCIA MXP Comunicação Ltda
https://mxpcomunicacao.com/
Divulgação: Maiko Magalhães

O que seria do Rock in Rio se desde 1985 até hoje o festival não tivesse se transformado para agregar sua imensa plateia? Outro grande sucesso de público e mídia, o Salão do Automóvel abandonou de vez o ambiente indoor, estático e sem experimentação e vai acelerar para uma experiência disruptiva, com apostas na realidade do test drive e nos recursos do metaverso. Mesmo o nome do evento será outro: São Paulo Motor Experience. Estes dois casos, em especial, são exemplares quando pensamos que um recálculo de rota não só atualiza os negócios, como promove posicionamento e filosofia da marca, alinhamento de produtos e demonstra uma atitude cada vez mais interativa com seu público-alvo.

As coisas, de fato, mudam. Tão dinâmico quanto os eventos é a forma como empresas e negócios de todos os portes vêm realinhando seus planos de comunicação.

Para atingir um grau de eficiência em termos de comunicação, é preciso, antes de tudo, dedicar um tempo para recalcular a rota. O profissional de comunicação, responsável por aproximar com eficiência negócios, produtos, conceitos e público, tem como primeiro desafio a realização de uma anamnese que permita diagnosticar o que se reverte em bons resultados e o que precisa ser mudado, considerando-se sempre as expectativas do cliente e a realidade.

A disposição e as ações para o recálculo da rota devem, necessariamente, evitar os atalhos da chamada “comunicação hipocondríaca”. Investimentos em redes sociais e aplicativos e em determinados blogs, mesmo os mais acessados, nem sempre se revertem em visibilidade para o cliente. Da mesma forma, nem sempre a atuação de um influencer trará fortalecimento da marca.

Muito importante é pensar que cada negócio tem um jeito próprio de se conduzir nas vias de mãos múltiplas da comunicação. E as rotas podem – e devem – ser recalculadas de tempos em tempos. Afinal, os mapas da comunicação são dinâmicos e sempre se mostrarão desafiadores.

 

*Maiko Magalhães é formado em jornalismo, especializado em marketing, política, mídias digitais e comunicação coorporativa. Como empresário, atua em assessoria de imprensa, produção audiovisual e direcionamento de comunicação.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://itaqueraemnoticias.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp