13/07/2022 às 18h07min - Atualizada em 13/07/2022 às 20h01min

Minidocumentário da Cia Raros Circo Teatro registra cenas da temporada do projeto Reciclown Circus

SALA DA NOTÍCIA Verbo Nostro
“Tratar melhor o planeta, o mundo, o bairro ou a casa em que se vive”. Para os artistas da Cia Raros Circo Teatro essa é a única conduta que pode transformar comportamentos coletivos em prol de questões ambientais cruciais na atualidade. Seguindo este pensamento, a companhia apresentou o projeto “Reciclown Circus”, no 1º semestre deste ano, em uma turnê educativa direcionada ao público infantojuvenil. Agora, o projeto lança um minidocumentário que registra momentos da temporada e tem o objetivo de despertar o público internauta para avançar no debate do tema. O vídeo estará disponível no canal no YouTube da Cia: https://www.youtube.com/c/RarosCircoTeatro, a partir das 19h desta sexta-feira (15/7).  


A trupe passou por 14 cidades do interior do Estado de São Paulo e levou sua arte para mais de 4 mil estudantes, entre crianças, adolescentes e jovens da rede pública de ensino. Todas as atividades foram gratuitas e o discurso propagado veio por meio da comédia, da arte circense e do teatro. 

Perguntas instigantes sobre ‘o que é o lixo’ ou ‘como ressignificar e reutilizar os objetos descartados pela sociedade’ foram feitas às diferentes plateias durante o espetáculo “Reciclown Circus”, que utiliza a conversa entre um gari e um catador de materiais recicláveis como eixo central da narrativa.  

A reciclagem foi a vertente do projeto e está presente até nos materiais que os artistas usam durante o espetáculo - cerca de 80% dos objetos foram reciclados -, mostrando o quanto a criatividade pode fazer uso da reutilização para criar arte de qualidade. Um show de malabarismo, mágica, equilibrismo, acrobacias, manipulação de objetos, imaginação e uma narrativa instigante.
   

Agenda para escolas
O início da turnê coincidiu com o retorno das aulas presenciais do ano letivo e, segundo o artista e coordenador da Cia Raros Circo Teatro, Fábio Brasileiro, vários professores relataram dificuldades de socialização das crianças, ou até mesmo, a perda de interesse em relação ao ambiente escolar, por conta do distanciamento social provocado pela pandemia durante mais de dois anos. “Acreditamos que, propor atividades culturais e artísticas nesse momento, foi fundamental para que os estudantes pudessem voltar a enxergar a escola como um local acolhedor e gerador de múltiplas experiências, alterando a rotina deles”, explica Fábio Brasileiro.

Ele destaca que o “Reciclown Circus” é um canal direto de expressividade para as crianças e adolescentes, trazendo cultura, criatividade e valores essenciais para o desenvolvimento humano. “Dentro dessa perspectiva, o circo e o teatro têm a sua função catártica, questionadora, transformadora, política e social – uma obra de arte enquanto atividade artística que expressa o homem e os seus sentimentos, produzindo um espetáculo com valor estético e educativo”, comenta. Ele ainda acrescenta que a companhia buscou oferecer uma metodologia eficiente, diferente e prazerosa.  

Para João Marcilio, artista que divide o palco com Fábio Brasileiro, a arte difundida por meio das modalidades circo e teatro, proporciona a construção de conhecimentos de uma maneira participativa, descontraída e bastante divertida. “O espetáculo utilizou técnicas lúdicas e, ao mesmo tempo, práticas. Com este formato, estimulamos os estudantes à percepção da problemática socioambiental e constatamos que todos os nossos objetivos foram atingidos – o que colhemos através de depoimentos de educadores e diretores das escolas e como mostram as cenas do próprio minidocumentário – um resumo da nossa circulação, com muita participação do público envolvido”, conclui.

O projeto foi aprovado no edital Proac 08/2021, de Circulação de Espetáculos para o público infantojuvenil no Estado de São Paulo, classificado em quinto lugar entre 307 inscritos.    

Minidocumentário
Coordenado pela Cia Raros Circo Teatro, o minidocumentário prende o telespectador com uma linguagem artística, dinâmica e discursiva – a partir de relatos do coordenador da Trupe, Fábio Brasileiro e do artista, João Marcílio. A produção audiovisual faz um apelo para que a sociedade se atente ao fato de que a “fábrica” humana de lixo no Brasil fica maior a cada dia e que é responsabilidade de cada um iniciar a mudança deste quadro. A companhia vai mais longe: deixa a mensagem de que a mudança que tanto se projeta para o planeta vai vir desta geração que está hoje nas escolas e por isso destaca a importância de se criar e desenvolver iniciativas como essa. O projeto teve imagens, direção e finalização de Rogener Pavinski; edição de Winnie R. Nóbrega e Identidade Visual de Cami Vincci.

Outros projetos
A Cia Raros Circus desenvolveu outros dois espetáculos no primeiro semestre deste ano: o “Clownfusão, os Internacionalmente desconhecidos” e “Clownflitos Amorosos”. Os dois projetos foram apresentados para adolescentes e jovens que cumprem medidas socioeducativas em cinco centros da Fundação CASA na região de Ribeirão Preto. 

Sobre a Cia Raros Circo Teatro
Fundada em 2016 em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, por Fábio Brasileiro, João Marcílio e Daniella Brasileiro, a Cia Raros Circus é um grupo circense de repertório, que aposta no trabalho para além dos limites do espaço cênico. As pesquisas que balizam a concepção de cada espetáculo são realizadas em quatro eixos: popular (não apenas como linguagem, mas como meio de produção e difusão cultural), dramaturgia autoral, ocupação de ruas e espaços não convencionais, compartilhamento de saberes e formação de público.

Desde 2017, a Cia Raros Circus realiza apresentações e ações formativas em cidades afastadas dos grandes centros urbanos do Brasil, como o sertão nordestino, além de circulações independentes em cidades do interior paulista em escolas, ruas e praças. 

Em 2018 e 2019, o grupo foi premiado com o edital ProAC de número circense e de produção e circulação de espetáculos circenses, respectivamente com “Clownflitos Amorosos” e “Clownfusão, os Internacionalmente desconhecidos”, que permitiu a apresentação online deste espetáculo em 69 unidades da Fundação Casa. Também pelo ProAC, a produção “Reciclown Circus” foi vista virtualmente pelo público das dez cidades que mais sofrem com a poluição no Estado de São Paulo.
A Cia é presença constante em festivais nacionais, sempre voltando para casa com alguma premiação. Alguns deles são o Festival Internacional de Circo (FIC), Festival Paulista de Circo, Festival Arte por Todo Lugar, Festival Circo na Praça e Festival de Janeiro. Oficinas formativas também compõem o cardápio de atuação da Raros Circus. A companhia conta com as redes sociais: https://www.instagram.com/ciararoscircus/ https://www.facebook.com/ciararoscircus.

SERVIÇO
O que : Lançamento de Minidocumentário da Cia Raros Circo Teatro
Data: 15/7/2022
Horário: a partir das 19h30
LINK para acesso: https://www.youtube.com/c/RarosCircoTeatro 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://itaqueraemnoticias.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp