Pesquisa revela como domésticas usam a internet

content image
Iniciada no segundo semestre de 2017, teve uma etapa qualitativa e uma quantitativa. Seu objetivo era o de produzir dados inéditos sobre o papel das tecnologias digitais na vida desse grupo específico, o das mulheres trabalhadoras domésticas que atuam na cidade

Realizada pelo centro de pesquisa Internetlab, em parceria com a Rede Conhecimento Social e a Consult Pesquisa de Mercado, a pesquisa “Domésticas Conectadas” investiga os acessos e usos da internet por trabalhadoras domésticas em São Paulo. Foi lançada no dia 26 de junho de 2018.
Os dados de acesso e hábitos de uso da internet no Brasil são marcados por desigualdades sociais. Alguns pontos importantes foram notados pela pesquisa:
1. Somente 51% das domésticas têm acesso à senha do wi-fi na casa dos patrões;
2. O uso fundamental da internet feito por elas é para comunicação, sobretudo com filhos e família em geral;
3. Muitas vezes, não registrem nos perfis das redes sociais que atuam como domésticas;
4. A pesquisa por informações sobre a saúde é o tema mais pesquisado pelas domésticas na internet;
5. Apenas 38% desse segmento de trabalhadoras já compraram algum produto pela internet.