Em Suzano, mulher reage a assalto em porta da escola

content image

Jovem de 21 anos estava armado com um revólver calibre 38 e abordou vítimas em frente a escola

Uma policial militar que estava a caminho das comemorações do Dia das Mães na escola da filha baleou um bandido durante assalto. Ela estaria com a filha no momento do ataque. O homem de 21 anos, armado com um revólver calibre 38, estava abordando outras mães que aguardavam a abertura dos portões da instituição de ensino em Suzano, na Região Metropolitana de São Paulo.
Ao perceber a ação do assaltante, a PM disparou três vezes contra o criminoso, que caiu no chão e foi desarmado após tentar assaltar covardemente pessoas que estariam comemorando o Dia das Mães. Ele chegou a ser socorrido, mas veio a óbito durante o atendimento no hospital da cidade.
A policial é do 4° Batalhão de Ações Especiais de Polícia, da Zona Leste da capital paulista e estava de folga. O caso foi encaminhado para o Distrito Policial Central de Suzano. A escola não se pronunciou sobre o ocorrido e a festa em homenagem às mães transcorreu normalmente. 
O assunto ganhou espaço em toda a mídia durante a semana, pois envolve diversos temas atuais no país, tais como: educação, perigo na porta das escolas, violência contra mulheres e crianças e reação em legítima defesa, que os vídeos comprovam neste caso.
O governador de São Paulo Márcio França entregou flores a cabo Katia da Silva Sastre pelo Dia das Mães. O cumprimento foi em relação ao trabalho efetuado tecnicamente pela policial, que mesmo fora de serviço prestou sua obrigação diante da sociedade. A PM Kátia é mãe de duas crianças.