Almir Sater no Sesc Itaquera

content image
Almir Sater

Orquestra Jundiaiense de Viola Caipira

Criada em outubro de 2008, a Orquestra Jundiaiense de Viola Caipira (OJVC) tem como seu principal objetivo tocar viola caipira e preservar a cultura de raiz, intimamente ligada ao instrumento. Possui uma escola permanente de formação de violeiros e vem se apresentando em várias cidades do Brasil, em séries culturais promovidas por entidades públicas e privadas.
O repertório inclui músicas famosas do cancioneiro caipira, executadas através dos mais tradicionais ritmos que envolvem o gênero, como Toadas, Cururús, Folia de Reis, Guarânias, Xamamés e Cateretês, tendo como referência os mais consagrados intérpretes como Tonico e Tinoco, Tião Carreiro e Pardinho, Pena Branca e Xavantinho, Almir Sater, Renato Teixeira, Sérgio Reis, Rolando Boldrin, Liu e Léo, entre outros.
Entre uma música e outra o público conhece um pouco mais do universo caipira através de histórias e causos, contados pelos integrantes. Local: Praça de Eventos.
Data: 11/06. Domingo
Horário: Das 16 às 17h15

Junior da Violla

Natural de São Paulo, Junior da Violla, desde muito cedo, teve contato com a música. Depois de passagens por várias bandas e estilos, entrou na Orquestra Paulistana de Viola Caipira, participando de programas de TV como “Viola Minha Viola”, “Programa Célia e Celma” e “Globo Rural”, além de vários shows pela capital e interior. Com o tempo tornou-se violeiro solista e entre agosto de 2001 a agosto de 2003 foi regente da Orquestra dos Violeiros de São Paulo. Atualmente é um dos maiores divulgadores das antigas violas de 12 cordas, largamente fabricadas até meados do século passado, ao lado de nomes como Heraldo do Monte, Zeca Collares e Ricardo Vignini.  Neste encontro, Junior apresenta repertório com os maiores compositores da moda de viola em releituras originais.  Local: Café Aricanduva.
Data: 15/06. Quinta
Horário: Das 14 às 15h 

Almir Sater

Almir Sater sobe ao palco, acompanhado por sua viola de dez cordas, mais conhecida como viola caipira, e mostra ao público alguns clássicos de sua carreira como “Tocando em Frente”, “Chalana”, “Moreninha Linda”, entre outros.
Almir Sater nasceu em Campo Grande (MS) em 14 de Novembro de 1956 e sua carreira musical brotou um dia, ao passar pelo Largo do Machado, reduto nordestino no Rio de Janeiro, , e ouvir duplas regionalistas que se apresentavam no local. Percebeu ali o que realmente importava na sua vida e voltou para Campo Grande, onde se tornou um dos responsáveis pelo resgate da viola de 10 cordas, base de criação da música caipira. Suas composições refletem o popular e o erudito, traduzindo o contato com a gente da terra, que lhe permitiu conhecer e pesquisar novos ritmos e sons da viola. Local: Palco da Orquestra Mágica.
Data: 18/06. Domingo
Horário: Das 16 às 17h30

Trio Arretado

Formado pelos músicos Cleber Silveira (acordeão e direção musical), Marcio Forte (zabumba e voz) e Douglas Alonso (triângulo), o trio traz no repertório variado xotes, baião e rastapé. Local: Cozinha São Mateus.
Data: 22/06. Quinta
Horário: 
Das 11h30 às 13h30

Sesc Itaquera
Av. Fernando do Espírito Santo Alves de Mattos, 1000, Itaquera. São Paulo/SP
Todos os shows são livres e grátis.