Adote uma Praça

content image

APS Santa Marcelina assina termo de cooperação para cuidar de área verde na Vila Carmosina

 

A Praça Affonso Mussolino, localizada na Vila Carmosina acaba de ser adotada. Trata-se do primeiro termo assinado em Itaquera. A partir de agora o espaço será cuidado pela entidade filantrópica APS Santa Marcelina.
“Cuidar deste espaço era um desejo antigo da instituição. Sempre promovemos festas juninas e outros eventos abertos ao público neste local, mas nossa ideia sempre foi a de fazer algo ainda mais significativo para a comunidade. Agora, encontramos um meio de nos conectarmos ainda mais aos munícipes da nossa região”, conta Paulo Valverde, responsável pela área de Saúde e Meio Ambiente da APS Santa Marcelina. Para o prefeito regional de Itaquera, Jacinto Reyes, é uma satisfação firmar pareceria com uma instituição que sempre participou ativamente das atividades de zeladoria e cuidados com os espaços públicos da região. “Realizamos um mutirão no local no segundo trimestre do ano passado e desde então a praça tem sido cuidada com o apoio moradores do entono e dos colaboradores do Santa Marcelina. Portanto, temos certeza de que o espaço está em boas mãos”, afirma.
Adoção facilitada: Como o aprimoramento do programa “Adote uma Praça”, as adoções foram desburocratizadas. A nova regra permite que o interessado apresente na Prefeitura Regional responsável pela área pretendida apenas o nome, RG ou CNPJ e endereço da residência ou empresa. A solicitação deverá ser analisada em um prazo máximo de cinco dias úteis. O objetivo da nova gestão é que cinco mil áreas verdes, de todas as regiões da cidade, sejam conservadas por parceiros durante os quatro anos da gestão. O programa requer que empresas, por meio de Termos de Cooperação, assumam o compromisso de cuidar do espaço durante um ano. Em troca, terá direito, se desejar, a uma placa no local com nome da empresa, instituição, nome pessoal ou da família, de acordo com a Lei Cidade Limpa.
História: Durante a gestão de Mário Covas no município (1983-1985), o projeto para a recuperação de praças plantou, em dois anos, mais de 100 mil árvores por meio de parcerias com entidades privadas. Já na época, as empresas eram responsáveis pela conservação do verde em áreas públicas em troca de publicidade. Ao todo, 346 organizações aderiram às parcerias, beneficiando 1,3 milhão de metros quadrados. Por fim, a Prefeitura realizou serviço de conservação de 6,5 milhões de metros quadrados de áreas verdes.