Comunidade é ameaçada por construção de corredor de ônibus

content image
Moradores da Comunidade da Paz durante reunião sobre ameaça de remoção

Legislação garante direito dos moradores da Região da Vila da Paz à permanência, urbanização e regularização fundiária

Ainda esta semana, funcionários da Eletropaulo terminarão de instalar a fiação para energia elétrica na região da Vila da Paz, formada pelas comunidades Miguel Inácio Curi e Francisco Munhoz, localizada em Itaquera, Zona Leste de São Paulo. A distribuição de água já está regularizada e as obras do esgoto já estão na metade. Todas essas reivindicações foram pautadas pelos próprios moradores das comunidades, que desejam os avanços na urbanização e melhorias da área.
Há exatos 30 dias, no entanto, as famílias foram notificadas por representantes da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) da gestão do prefeito João Doria (PSDB) de que a Prefeitura pretende construir um corredor de ônibus passando sobre a comunidade e, consequentemente, remover centenas de pessoas. Em troca, a Prefeitura oferece uma bolsa-aluguel de R$ 400 mensais até que as famílias sejam reassentadas no empreendimento Safira do Minha Casa Minha Vida, ainda em construção.
Os moradores, no entanto, criticam a intenção da Prefeitura e a falta de um diálogo maior com as famílias. Para eles, a permanência na região que ocupam há cerca de 30 anos e que tem melhorado com a implementação dos direitos básicos solicitados por eles próprios é o cenário ideal.